Vire um curador de conteúdo! | #CPBR10

Olá personas! Tudo em riba?

Estamos ai a pouco mais de 1 mês da Campus Party Brasil 10!!!!

A galera está na pilha como sempre pra que chegue logo essa beleza de evento! E como todo ano a organização trás uma novidade, esse ano veio o concurso vire um curador!

Mas, o que raios é esse concurso?

Basicamente é uma forma que você campuseiro tem de indicar conteúdo que VOCÊ acha relevante e quer saber mais sobre na Campus Party e de quebra, caso sua atividade fique nas melhores colocadas, ainda leva um ingresso com camping para a Campus 10!!!

E para participar, mesmo estando bem em cima da data da publicação deste post, basta seguir o link da imagem explicativa da própria Campus:

E por que eu estou falando disso agora?

Bom, tem uma turma batuta no Campusero's Club que está lutando pra ter atividades sensacionais aprovadas! E meus amigos, são atividades das mais variadas! E se você quiser ajudar eles é muito fácil! Crie sua conta no campuse.ro, caso já não a possua e se inscreva nas atividades listadas abaixo!

[Michel Arouca - Editor chefe e fundador do Série Maníacos]
A era dos influenciadores
[Daniel Gaspar - Professor Universidade Católica de Petrópolis] 
Você está sendo observado (não [apenas] pela NSA)
[Lays Rodrigues - KDE Community] 
O que a Google e 1000 estudantes universitários ao redor do mundo tem em comum:
 
 Qt: O seu toolkit para C++ ou Python com o verdadeiro Write Once Deploy Everywhere!
 
[João Paulo Polles - Maringeek e Comunidade Mozilla Brasil] 
Entendendo as licenças de software livre
[Marcos Ribeiro - Universidade de Passo Fundo/RS]
É preciso hackear a Educação!
 O hacker é aquela pessoa que desenvolve habilidades e técnicas em qualquer área, sendo movido pela criatividade para melhorar o mundo com sua atuação.
 
1) Ondas gravitacionais - A Descoberta do século! 
2) Nanotecnologias Emergentes Baseadas em Grafeno
3) Nick Van Breda - Hackathons e o Futuro da sua Startup 
4) Hand Talk - Tornando o mundo mais acessível
5) Informação e tecnologia: A ciência por trás dos Cubesats
6) Maria Vitória Valoto e a Ciência que o Mundo Precisa
7) AMP Progressive Web Apps: De Volta para o Futuro dos Apps 
8) Aplicação da Levitação Quântica: O projeto MagLev-Cobra para Transporte Urbano
9) A Fantástica Fábrica de Experiências com Nitrogênio Líquido 
10) Astrobiologia - Uma perspectiva cósmica da vida no universo
11) Gustavo Rojas - O Brasil na ­Era dos Grandes Teles­cópios
12) Pós-verdade: a derrocada da influência eleitoral da velha mídia 
13) Kawoana Viana - O poder da iniciação científica para despertar o protagonismo nos jovens
14) Levitação Quântica e Supercondutividade - Não é Magia é Tecnologia! 
15) Como encontrar a verdade no mar de mentiras da internet?
16) O Papel das Comunidades Mexicanas no Crescimento da CPMX 
Lembrando aos leitores que caso exista algum tema de seu interesse e você não os encontre nem na lista acima nem na lista geral de atividades, você pode indicar um conteúdo! Então jovem gafanhoto, jovem libélula, corre lá que ainda dá tempo!!!
Até a próxima! Fui!

Campus Party Brasil 2016 ou #CPBR9 e o Ode ao DD no target errado

E ae, tudo em riba galera?

Bom, vocês conhecem a Campus Party Brasil? A #CPBR (fica mais fácil né), foi por muitos anos o maior / um dos maiores evento(s) de tecnologia da américa latina, e hoje tem caminhado para se tornar o maior evento de internet do Brasil e um dos maiores da América Latina.

Continue lendo

Traçando um paralelo entre o Rock in Rio, a Campus Party e qualquer evento mainstream atual.

Agora no fim de setembro rolou a edição 2015 do Rock in Rio, evento que, caso você não conheça, reune uma pá de bandas e um porrilhão de gente em um lugar em um festival supimpa de música boa (ou nem tão boa assim).

Desde que o evento voltou ao Brasil em 2011 eu nutri uma vontade imensa de ir ao evento... Bandas que eu sempre escutei estariam tocando pela primeira vez no Brasil ou ultima, quem sabe...

Eis que este ano consegui ir a um dia do evento. Dia 24 de setembro, banda principal da noite, System of a Down. Foi ridiculamente boa minha experiência no festival, porém, como bom ser analítico que sou, consegui extrair da minha experiência alguns paralelos entre o Rock in Rio, a Campus Party e alguns outros eventos mainstream que ou frequento ou acompanho e é isso que quero compartilhar com vocês nesse pequeno texto de hoje.

Em todos esses eventos existe uma série de grupos de individuos com propósitos diferentes, e é estranho notar que, embora alguns eventos sejam bem diferentes dos outros, as castas são muito parecidas e quantitaveis. Vamos a algumas delas.

Continue lendo