A liberdade do Software e a sua liberdade, são a mesma coisa?

Salve salve turma jovial bonita! Tudo em cima? Lembrem-se: Se você é jovem ainda, jovem ainda, jovem ainda, amanhã velho será, velho será, velho será! A menos que o coração, que o coração que sente, a juventude, que nunca morrerá!

Aqui no acesso.me, volta e meia falo sobre GNU/Linux e liberdade de software. Você que caiu de para-quedas aqui, clica no GNU bonito ali em baixo e dê um visu em outros posts, porém, o que eu quero falar aqui hoje com vocês é sobre uma diferenciação básica de liberdades que eu vejo muita gente esquecendo por ai nesse mundão de Deus e cometendo gafes horrendas por conta disso.

gerwinski-gnu-head

Continue lendo

OpenNIC – Libertando seu DNS

Salve nobres guerreiros dessa nave louca do Acesso.me, tudo "deboas"?

Vocês sabem o que é o DNS? Pra que serve um servidor DNS? O que ele faz? Do que ele se alimenta? Onde vive? Como captura ele sem a masterball? Se surf é superefetivo contra ele ou não dá nada? Cola ai que vamos trocar uma idéia marota sobre esse assunto supimpa.

DNS é uma sigla marota para Domain Name System, e a função de um serviço / servidor DNS é resolver nomes em uma rede, seja essa rede a sua home network ou a fuckin internet.

Você USA um servidor DNS sem nem ao menos saber que ele existe, a função básica dele é resolver nomes... meio confuso, não? Cola ai que o bagulho é louco.

Um servidor DNS sabe dizer a localização de um servidor com base no nome público dele... ta ficando mais complexo ainda, mas daqui a pouco tudo vai fazer sentido...

Abre uma aba ae no teu navegador, se você digitar o endereço desse site maroto aqui, o acesso.me você vai vir parar nessa maravilha de blog cheia de informações supimpas, correto? Porém, quem diz para o seu computador que o acesso.me é o meu blog?

vamos fazer um experimento juntos? Abre ae o seu emulador de terminal (se estiver usando um GNU/Linux), seu "cmd" (se estiver usando o Window$ -sic) ou seu terminal de novo (se estiver usando um BSD ou OSX da vida).

Dê ae um: ping acesso.me e aperter ENTER. Você vai receber um monte de saída de texto diferente, no meu caso o padrão é algo como: 64 bytes from 172.98.199.17: icmp_seq=151 ttl=47 time=146 ms.

Continue lendo